Exibir tudo

Medida Socioeducativa de Semiliberdade

Programa Semiliberdade

Descrição do programa:

A medida socioeducativa de Semiliberdade é operacionalizada pela Avante Social em parceria com a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública, por intermédio da Subsecretaria de Atendimento Socioeducativo.

Figura no rol de medidas socioeducativas previstas no Estatuto da Criança e do Adolescente, sendo desenvolvida através de parcerias do poder público estadual com Organizações da Sociedade Civil. É uma medida intermediária entre o meio aberto e a internação.

Desde o ano de 2013, a Avante Social executa como cogestor a Medida Socioeducativa de Semiliberdade atuando como um agente impulsionador e facilitador, trazendo operacionalidade à execução da medida socioeducativa.

O programa é desenvolvido em três casas de semiliberdade para o atendimento de 60 adolescentes do sexo masculino, com idade entre 12 e 18 anos incompletos. As unidades são localizadas em bairros com acesso próximo à transporte público, posto de saúde, escolas e locais de lazer. Prioriza-se a utilização de recursos existentes na comunidade e o desenvolvimento de ações com as famílias dos jovens.

No cumprimento da medida, os jovens são encaminhados para a formação profissional, escolarização e participam de oficinas e atividades externas de cultura, saúde, esportes e lazer.

O trabalho é desenvolvido por equipe multiprofissional composta por 106 (cento e seis) colaboradores e sustenta-se por uma dimensão ética da socioeducação, que se propõe a apresentar novas possibilidades e caminhos para que o jovem possa responsabilizar-se, desenhar seu projeto de vida e se perceber além de sua trajetória infracional.

Coordenador geral: Poliane Silva

E-mail: coord.tecnica.semi@avantesocial.org.br

Nossa execução em números:

Em 2020, a Semiliberdade atendeu 950 adolescentes e foram realizadas as seguintes ações nas três unidades

  • 2330 atendimentos da psicologia;
  • 1943 atendimentos do serviço social;
  • 2274 atendimentos da pedagogia;
  • 1730 atendimentos do terapeuta ocupacional;
  • 1810 atendimentos do jurídico;
  • 2899 ações para a família, promovendo o fortalecimento dos vínculos;
  • 75 matrículas na rede de ensino;
  • 257 ações de prevenção à saúde;
  • 583 oficinas de esporte;
  • 113 ações de festividades e comemorações;
  • 142 cursos de capacitação/ profissionalizante para inclusão ao mercado de trabalho.