Exibir tudo

Medida Socioeducativa de Internação

Medida Socioeducativa de Internação

Descrição do Programa:

A Avante Social, em parceria com a Secretaria do Estado de Segurança Pública (SESP), e por meio da Subsecretaria de Atendimento Socioeducativo (SUASE) realiza a cogestão do Centro Socioeducativo da cidade de Passos-MG, desde o ano de 2018. 

São atendidos 40 adolescentes, do sexo masculino, com idades entre 12 aos 21 anos incompletos, em cumprimento de medida socioeducativa de privação de liberdade conforme previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei Federal nº 8069/1990) e no Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo – SINASE (Lei Federal nº 12.594/2012).

A entidade oferece um ambiente de respeito e dignidade ao adolescente, propiciando escolarização; profissionalização; atividades esportivas; culturais e de lazer, conforme preconizado no Estatuto da Criança e do Adolescente. As ações são desenvolvidas por uma equipe de trabalho multidisciplinar, formada por 86 (oitenta e seis) profissionais.

A Medida Socioeducativa de Internação fomenta ações socioeducativas para que os adolescentes possam criar o seu modo de ser e de se expressar, onde se reconheçam como seres humanos autônomos, livres e responsáveis, capazes de articular as capacidades individuais e coletivas para construir um modo de viver que lhes permita o exercício de sua liberdade, com responsabilidade, buscando um projeto de vida pleno de possibilidades.

 

Coordenador geral: Edson Abreu Junior

E-mail: coord.internacao@avantesocial.org.br

 

Nossa execução em números:

Desde a inauguração foram atendidos aproximadamente 213 (duzentos e treze) adolescentes. Em 2019, o CSEPA atendeu 112 (cento e doze) adolescentes, que receberam atendimento Jurídico, de Serviço Social, Pedagogia, Terapia Ocupacional e de Psicologia, semanalmente.

Também foram realizadas as seguintes atividades em 2019:  

  • 96 atendimentos técnicos à família dos adolescentes;
  • 18 ações/eventos para as famílias, que possibilitaram a construção e o fomento dos vínculos familiares;
  • 927 ações para a familía empreendidas através de contatos telefônicos qualificados;
  • 856 visitas das famílias à unidade;
  • 76 visitas domiciliares realizadas pela equipe técnica;
  • 224 atendimentos realizados pela equipe de saúde;
  • 36 oficinas de saúde, com temas de autocuidado, promoção e prevenção da saúde;
  • 137 adolescentes participantes de cursos de formação para o trabalho.
  • 78 adolescentes realizaram saídas para prática de esporte e/ou realização de atividade cultural;
  • 75 adolescentes participaram de festividades e comemorações durante o ano;
  • 74 adolescentes matriculados no ensino regular e 23 no acompanhamento pedagógico.